Sobre Nós

Nossa História

A SUCLA, opera desde 1935 em Cabo Verde, em Tarrafal de S.Nicolau.

A SUCLA e as suas conservas são hoje uma referência inegável da cabo-verdianidade, as latas de atum da Sucla viajam para os quatro cantos do mundo na bagagem dos emigrantes, sendo este um dos produtos de terra mais preferidos pelos Cabo-Verdianos na diáspora.

Para além da conserveira, a Sucla é uma instituição social, considerada o centro de desenvolvimento do Concelho do Tarrafal, empregando perto de 200 pessoas diretamente e viabilizando os empregos de outras centenas, sendo estes pescadores, vendedores, comerciantes etc. 

Igualmente e sempre apoiando o desenvolvimento de Tarrafal, a SUCLA, desde longa data tem vindo a formar trabalhadores, pescadores, carpinteiros navais etc. portanto igualmente um pólo educacional do recém formado Concelho do Tarrafal.

Hoje uma empresa de cariz familiar, sofreu desde 1935, várias transformações.

Sem dúvida uma referência na História de Cabo Verde, SUCLA sobreviveu a segunda guerra mundial em barracões de palha, onde era processado e enlatado o atum. Já nessa altura, acreditando no desenvolvimento de Cabo Verde, SUCLA importou embarcações e mestres do atum da Madeira, para formar os seus pescadores em São Nicolau.

Empresa de forte desenvolvimento, em 1957, SUCLA era já conserveira e armador de 4 Atuneiros.

Empregando um número considerável de pessoas e garantindo o seu sustento, pessoas de várias localidades fixaram residência em Tarrafal e construíram as suas casas em volta da conserveira.
Começava assim a nascer o que conhecemos hoje como Tarrafal de São Nicolau.

"Uma Simples Conserva, Uma Grande Tradição!"